A orquestra brasileira

orquestra_sinfonica

Um pouco sobre:

A orquestra sinfônica brasileira, é a orquestra mais importante do país e faz apresentações em diversos eventos, como a abertura na abertura da Olimpíadas. A orquestra tem mais de 70 anos e existe dês de 1940, com sua sede no Rio de Janeiro, é patrocinada pela Prefeitura do Rio, pelo BNDS e pela Vale. Já fez apresentações em todo o Brasil, já ganhou prêmios nacionais como o poema sinfônico Felipe Dantas de Helza Cameu e Muiraquitãs de José Siqueira.

A sua história:

No surgimento do grupo Djalma Soares, Antão Soares e Antônio Leopardi, que erem professores da Escola Nacional de Música – hoje localizada na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) – sob referência de Arturo Toscanini, procuraram o maestro José Siqueira para que tomasse a iniciativa. Ouve divulgação especial no jornal O Globo e apoio de empresários, políticos e personalidades artísticas. A sua primeira apresentação foi no dia 11 de julho de 1940, logo depois em 1943, ganhou um peso maior e foi doado 2 andares de um prédio no Rio, sendo até hoje a sua sede.

Suas apresentações mais famosas no novo século foram No Central Park e Lincoln Center, em Nova York, em uma homenagem a independência do Brasil, em 2001. Já em 2011, 2013 e 2015, fez a apresentação de abertura do maior festival de musical do mundo, o Rock Rio, aonde o público ia de 90 a 100 mil pessoas.

Os maestros:

Muitos maestros já passaram pela orquestra, como Eugen Szenkar, o primeiro maestro que dirigiu a orquestra de 1940 a 1948, que também fez parte da Orquestra Filarmônica da Cracóvia. Outro que é um dos mais recentes foi Roberto Minczuk, hoje diretor artístico do Teatro do Rio de Janeiro. Hoje Pablo Castellar, está com maestro da OSB, um compósito e produtor cultural brasileiro, ele recebeu essa função em 2011 e está até hoje nela.

Posted in Musica and tagged , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *